Mistério do Planeta (Novos Baianos)

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso
Jogando meu corpo no mundo
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
Passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas
Passado, presente
Participo sendo o mistério do planeta
O tríplice mistério do stop
Que passo por e sendo ele
No que fica em cada um
No que sigo o meu caminho
E no ar que fez que assistiu
Abra um parênteses
Não se esqueça
Que independente disso
Eu não passo
De um malandro
De um moleque do Brasil
Que peço e dou esmolas
Mas ando e penso sempre
Com mais de um
Por isso ninguém vê
Minha sacola

Transa…

123-Caetano Veloso - Transa

Realmente uma obra-prima esse disco de Caetano… Foi um dos discos dele que eu mais curti, assim como  Bicho, qualquer coisa, Jóia,  e também  araça azul, que é experimentalismo puro…  Caetano, nos anos 70 foi brilhante mesmo. Fêz coisas insuperáveis. Sua música marcou a história de uma geração e ainda hoje tem muita galera nova que curte pra caramba esses sons todos.

Ainda hoje Caetano me surpreende um pouco. Mas os tempos são outros e a magia já não é mais a mesma… Ou não!

Ando meio desligado…

Olho e não vejo nada…

Nada de novo rolando. Nada que mereça um olhar mais pausado, nada que mereça aplausos entusiasmados, nada que nos deixe extasiados, que nos tire do chão. Que nos tire do sério… Nada que subverta a ordem, nada de energia transgressora, nada de onda revolucionária, nada de rebeldia nem bom humor na atual cena do rock brasileiro.