O velho Alceu…

alceu-carmo-olinda-2-70s

Um dia desses estava escutando o mais novo trabalho de Alceu Valença, “Ciranda mourisca”. Um disco lindo. Muitas coisas antigas com uma roupagem diferente. Isso que chamam de releitura… Mas o fato é que fiquei pensando em Alceu, e acho que ele foi meio injustiçado. Não sei se é bem isso, mas acho que ele não tem o lugar que merece dentro do cenário musical brasileiro. Inclusive dentro da própria cena Pernambucana. Esqueceram que Alceu sempre foi um inovador, misturou, de forma espetacular, essa coisa de batida de raíz com pitadas generosas de modernidade, misturou rural com urbano, maracatu com rock… E quando Chico Science chegou, Alceu já tinha uma cama pronta. Não que Chico não tenha seu grandississsissimo valor! Mas Alceu, desde os anos 70 foi instigante, inovador, extremamente criativo…  Hoje, parece que pouca gente tá reconhecendo isso. Alceu é muitíssimo talentoso, independente de suas preferências políticas partidárias e outras cositas más. Mas isso é outra história, também.

“Eu  desconfio dos cabelos longos da sua cabeça se você deixou crescer de um ano pra cá… Eu desconfio no sentido estrito, eu desconfio no sentido lato, eu desconfio dos cabelos longos, eu desconfio do diabo a quatro… do diabo a quatro…

Anúncios

1 Comentário

  1. Richard said,

    fevereiro 22, 2010 às 9:51 pm

    ahhh…mas pelo menos aqui em casa nas nossas farrinhas tem sempre um lugar p o Alceu…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: